"Se não te agradar o estylo,e o methodo, que sigo, terás paciência, porque não posso saber o teu génio, mas se lendo encontrares alguns erros, (como pode suceder, que encontres) ficar-tehey em grande obrigação se delles me advertires, para que emendando-os fique o teu gosto mais satisfeito"
Bento Morganti - Nummismologia. Lisboa, 1737. no Prólogo «A Quem Ler»

terça-feira, 8 de março de 2011

Livraria Manuel Ferreira – Leilão da Biblioteca do Dr. José de Sá Monteiro de Frias




Livraria Manuel Ferreira

A Livraria Manuel Ferreira do Porto vai realizar o leilão da Biblioteca do Dr. José de Sá Monteiro de Frias. Este leilão decorrerá entre os dias 29 de Março a 2 de Abril de 2011, no Salão Nobre da Junta de Freguesia do Bonfim, nesta mesma cidade.

Desta biblioteca, constituída por livros nas temáticas de literatura e história, merece um destaque muito especial a sua importante colecção Camiliana.

Os dois volumes do Catálogo já se encontram em distribuição, mas podem também ser consultados, como sempre aliás, na sua versão digital (em pdf) no site da Livraria.


Catálogo do Leilão – Volume I

O Volume I encerra como já se disse um vasto conjunto de obras de Camilo Castelo Branco, onde se incluem obras de grande raridade e boa procura, o que deverá proporcionar alguma disputa pelos lotes mais importantes, pois é um autor com coleccionadores bem fiéis nesta temática. Refira-se que é um dos poucos Catálogos, de oferta para venda em leilão, onde aparece um bom conjunto das obras de António Lobo Antunes, facto que nos dará uma ideia da sua actual procura coleccionista/bibliófila, não se esperando valores muito altos, visto as suas edições terem tiragens de exemplares em número elevado (mas estes números são sempre polémicos).











De referir que estarão presentes algumas das mais raras obras da vasta bibliografia camiliana em leilão. Refira-se: Herculano, Horas de Lucta (lotes 422 e 423) e Pundonores Desagravados (lote 505)





Um outro autor bem representado é Vergílio Ferreira, com algumas das suas primeiras produções literárias e a sempre procurada A Face Sangrenta.


Catálogo do Leilão – Volume II

O Volume II compreende um conjunto mais diversificado de autores mas onde se incluem alguns lotes que atrairão as atenções de muitos coleccionadores, pois as obras em causa são igualmente objecto de boa procura. Refira-se: Herberto Hélder, Maria Teresa Horta, Gomes Leal, J. P. de Oliveira Martins, Manuel Mendes, José Rodrigues Miguéis, David Mourão-Ferreira, Fernando Namora, Vitorino Nemésio, Carlos de Oliveira, Alexandre O’Neill, Luiz Pacheco, Teixeira de Pascoaes, Fernando Pessoa e José Cardoso Pires.








De referir a presença em leilão de obras de Ana Augusta Plácido, mulher de Camilo Castelo Branco, de quem já se deu aqui um breve apontamento bio-bibliográfico.



 
Eça de Queirós, Antero de Quental. Alves Redol, José Régio, Aquilino Ribeiro, Urbano Tavares Rodrigues, José Saramago, Jorge de Sena e Miguel Torga são outros dos vários autores representados.






Bom após estas imagens como “aperitivo”, proponho a consulta atenta destes mesmos volumes, onde poderão encontrar algum exemplar que possa enriquecer as vossas bibliotecas, mas seguramente ficarão com os vossos conhecimentos mais enriquecidos, pois que os descritivos são sempre bem rigorosos e informativos.


Saudações bibliófilas.


2 comentários:

Marco Fabrizio Ramírez Padilla disse...

Caro Rui,
Gracias por las noticias que nos ofreces constantemente sobre las subastas y otros eventos. Simpre son un buen indicador para saber como andan las cosas.

Un abrazo

rui disse...

Estimado Marco Fabrizio,

Com estas notícias pretendo realçar o que se faz por cá tanto em bibliofilia como no campo cultural na área do livro.

É o caso da atribuição do prémio Vergílio Ferreira a Maria Alzira Seixo. São artigos que por vezes podem parecer estranhos e ficarem um pouco no esquecimento, mas são homenagens simples a quem tem feito muito, pelo estudo e análise, em defesa e divulgação da nossa literatura e dos nossos escritores.

Quanto aos catálogos, são sempre uma boa forma de mostrar o que se vende, o que se procura e, sobretudo, o que de muito bom temos … que muitos de nós por vezes menosprezamos.

Um forte abraço.