"Se não te agradar o estylo,e o methodo, que sigo, terás paciência, porque não posso saber o teu génio, mas se lendo encontrares alguns erros, (como pode suceder, que encontres) ficar-tehey em grande obrigação se delles me advertires, para que emendando-os fique o teu gosto mais satisfeito"
Bento Morganti - Nummismologia. Lisboa, 1737. no Prólogo «A Quem Ler»

quinta-feira, 3 de maio de 2012

José F. Vicente – Importante Leilão de Livros, Manuscritos, Fotografia, Gravura, Desenho e Pintura







José F. Vicente, proprietário da Livraria Olisipo  em Lisboa, vai realizar mais um importante leilão de livros e manuscritos (aquilo que nos interessará mais) nos dias 7 e 8 de Maio de 2012, no Palácio da Independência, 11 (ao Rossio), em Lisboa.

No tocante aos livros, manuscritos e gravuras estão bem representadas as temáticas: História, Arte, Monografias, Bibliografia, Poesia e Literatura, Revistas, Livros dos Séculos XVI a XIX, Biografias, Genealogia e Heráldica entre outras.

Quando afirmei que os livros será aquilo que nos interessará mais deve-se ao facto de este leilão também incluir um importante conjunto de pintura moderna e serigrafias de artistas consagrados, tais como: Lima de Freitas, Bernardo Marques, Rogério de Freitas, Amarelhe, Victor Palla, Sá Nogueira, Cargaleiro entre outros.



A exposição dos lotes estará patente no Palácio da Independência nos dias 6, 7 e 8 de Maio das 15h às 20h.

O leilão desenrolar-se-á nos dias 7 e 8 de Maio de 2012 às 21h:

1ª sessão – Lotes 1 a 450
2ª sessão – Lotes 451 a 928

Nas Revistas não posso deixar de destacar:


A Águia n.º 4 (1)

009 ÁGUIA (A). Órgão da Renascença Portuguesa. Porto. Empreza Industrial Gráfica outras. 1910 (a 1932). In-4º. Encs. em 12 Vols.

Colecção completa, sendo o nº 10/11 da 4ª série fac-similado. Este número, foi na época apreendido pela censura e há anos atrás, um pequeno grupo de 3 livreiros, fez uma edição fac-similada deste número, aliás muito bem conseguida, que se encontra nesta colecção em brochura. Compõe-se da seguinte forma: 1ª Série, 12 Nos; 2ª Série, 120 Nos; 3ª Série, 60 Nos; 4ª Série, 12 Nos; 5ª Série, 3 Nos. A Águia, revista de literatura, arte, ciência, filosofia e crítica social, fundada por Álvaro Pinto, desempenhou relevante papel na vida mental portuguesa do primeiro quartel do século XX. Foram seus directores, entre outros, Teixeira de Pascoaes, António Carneiro, José de Magalhães, Leonardo Coimbra, Hernâni Cidade, Teixeira Rego e Sant'anna Dionisio. Encerram colaboração de Teixeira de Pascoaes, Fernando Pessoa, Raul Brandão Mário Brandão, Augusto Casimiro, Jaime Cortesão, Afonso Duarte, Afonso Lopes Vieira, Camilo Pessanha, Mário de Sá- Carneiro, Eugénio de Castro, Raul Brandão, Vitorino Nemésio, Wenceslau de Moraes, José Régio, Alberto Pimentel, etc. Algumas folhas do Volume VI - 2ª Série com pequenos picos de traça em algumas folhas. O número 1 da primeira série com as 2 primeiras folhas restauradas junto ao pé, não atingindo o texto.

Revestido de boas encadernações inteiras de pele. Conservam as capas de brochura da maioria dos volumes. Alguns anterrostos com a assinatura de antigo proprietário. Encadernações modernas inteiras de pele com ferros a ouro. Peça de colecção.


Athena - Revista de Arte
Vol. I – Nº 1

052 ATHENA. Revista de Arte. Directores: Fernando Pessoa. Ruy Vaz. Vol. I (ao Vol. V). Lisboa. 1924 (a 1925). 5 Nos. In-4º Encs. em 1. Colecção completa. Edição original desta importante revista, colaborada por Fernando Pessoa, Almada Negreiros, António Botto, Mário Saa, etc. Ilustrações de Almada Negreiros, Mily Possoz, Lino António, etc.

Exemplares em magnífico estado de conservação. Encadernação meia de pele. Capas de brochura de todos os números preservadas. Só ligeiramente aparado á cabeça.


Revista Limia

494 LIMIA. Revista mensal ilustrada de letras, ciencias e artes. Série 1ª - Tomo I - Nº 1 (á Série 2ª - Tomo I - Nº 7-8). Director: João da Rocha. Redactores: João Paris e Cláudio Basto. Viana do Castelo. 1910 (a 1911). 8 Nos. In-8º Encs. em 1 Vol.

Colecção completa. Encerra colaboração de Sousa Viterbo, Teixeira de Pascoaes, Afonso Lopes Vieira, Júlio Dantas, Manuel Laranjeira, Pedro Vitorino, etc. Encadernação sintética. Conserva as capas de brochura de todos os números.



Na Literatura iremos encontrar muitos dos autores já nossos conhecidos, ainda que na minha opinião, as grandes raridades comecem a escassear.

Teremos um Camilo Castello Branco muito bem representado (lotes 149 a 161), João de Deus (lotes 271 e 272), José Gomes Ferreira (lotes 326 a 331), Vergílio Ferreira (lotes 334 a 336), J. B. de Almeida Garrett (lotes 394 a 397), Agustina Bessa Luis (lotes 522 a 526), Wenceslau de Moraes (lotes 604 a 614, este sim com duas das suas obras mais procuras: Dai-Nippon e O Culto do Chá – este uma 1ª edição!), Fernando Pessoa (lotes 668 a 672), Eça de Queiros (lotes 714 a 721), Antero de Quental (lote 722), José Régio (lotes 737 a 741, onde se inclui uma extenda carta manuscrita), Mário de Sá-Carneiro (lotes 768 a 770), e José Saramago (lotes 793 a 796, e onde se encontra a Terra do Pecado).

Só referi alguns dos autores de que de algum modo já dei notícia neste blogue, o que não significa qualquer menor apreço por todos os outros que iremos encontrar neste catálogo.





606 MORAES, Wenceslau de. – O CULTO DO CHÁ. Ilustrações de Yoshiaki. Kobe. Typographia do "Kobe Herald ". 1905. In-8º de 46 págs. Enc.

Primeira edição. Muito rara. Encadernação meia de pele. Capas de brochura preservadas. Exemplar com algumas manchas de acidez, mas com as folhas duplas intactas.

Vamos encontrar também três obras interessantes e sempre muito procuradas sobre a Maçonaria (lotes 537 a 539).



Os Manuscritos estão bem representados neste catálogo (claro que mais pela qualidade do pela quantidade como seria de esperar) do lote 546 ao lote 551.



546 MANUSCRITO. IMPORTANTE BRASONÁRIO DO SÉCULO XVI. In-Fólio de 272 Fls. Enc.

Manuscrito a preto e vermelho, caligrafia a duas mãos, começando no Conde D. Henrique indo até D. João III. Depois descreve as famílias mais importantes da época: Eças, Vasconcelos, Noronhas, Casa de Bragança, Castros, Meneses, Coutinhos, Almeidas, Cunhas, Cunhas de Pombeiro, Limas, Sousas, Silvas, Silveiras, Mirandas, Mendonças, Sás, Henriques, Henriques da Ilha da Madeira, Câmara de Lobos, Castelo Branco, Pereiras, Nogueiras, Britos, Lobos, Soares, Soares de Albergaria, Malafaias, Monizes, Freires, Mascarenhas, Almadas, Manuéis, Linhagem de Álvaro Pais, Melos, Camelos, Pessanhas, Falcões, Sequeiras, Lemos, Soares, Pais, Minas, Barretos, Galvões, Azevedos, Cabrais, Mouras, Abreus, Sampaios, Figueiredos, Carvalhães, Góis, Corte Reais, Atouguias e Correas, Brandões, Carneiros, Costas, Saldanhas e Panóias. Algumas folhas com palavras do texto, queimadas pela acção da tinta, mas restauradas. Julgamos que este precioso manuscrito se encontra inédito. Caligrafia de fácil leitura. Encadernação do século XVIII restaurada. Algumas folhas com manchas de água.
Peça de colecção.


O Desenho, Pintura, Serigrafia, Caricatura e Litografia ocupam os lotes 253 a 270.



 
A Fotografia estende-se do lote 355 até ao lote 367.



As Gravuras, com excelentes espécimes, vão do lote 416 ao lote 423.

Mas voltando ao livro, e em particular ao livro antigo, refiro:



465 JOSEPHUS, Flavius. - [FLÁVIO JOSEFO, ANTIGUIDADES JUDAICAS] // FLAVII // IO SEPHI // ANTIQVITATVM // Iudaicarumlibri xx, ad vetera exemplaria dili // genter recogniti.// DE BELLO IVDAICO // libri vii, ex colla- // tione Graecorum codicum castigatiores quàm // vnquam ante reditti. CONTRA APPIONEM libri ii, pró corru- // ptifs: antea, iam ex Graeco itidem non solum // emendati, sed etiam suppleti. // DE IMPERIO RATIONIS sive de MACH- // ABAEIS liber vnos à DES. ERASMO Rotero- // damo recognitus// Cum index copiosíssimo. // [Vinheta do impressor Jean Petit] // Vaeneunt Luteciae sub Scuto Britannico ad mon- // tem D. Hilarii apud Ioannem Masseum. //( M. D. XXXV. [1535]. In fólio [22], 743 págs. Enc.

Ilustrado com letras capitais xilográficas decorativas e historiadas; e um magnífico frontispício arquitectónico com efigies, marca do impressor, brasões da universidade e da cidade de Paris; e siglas anagramaticas do impressor e da Casa Real de França. Exemplar com leves picos de traça. Edição contendo as duas mais importantes obras de Josefo que foram: As Antiguidades dos Judeus (escrita cerca do ano 94) e A Guerra da Judeia (escrita cerca do ano 75 da era cristã). A primeira descreve a história do mundo segundo as perspectiva dos judeus e a segunda fala da guerra dos judeus contra Roma. Ambas fornecem a base para compreender o advento do cristianismo. Os livros sobre a Guerra da Judeia falam da rebelião, da dispersão dos Judeus e a da sua fuga de Jerusalém. Esta foi a primeira obra escrita no primeiro século da era cristã pelo historiador judeu Flávio Josefo - ainda que outras fontes atribuam a autoria a Santo Ambrósio que se baseou em Josefo e noutras fontes. A obra redigida em aramaico e posteriormente em grego, possivelmente sobre a supervisão do autor, trata da guerra dos judeus desde a captura de Jerusalém pelos Seleucidas até à primeira guerra com os romanos em 74 d. c. O autor era um apologista da cultura judaica e da sua compatibilidade com o pensamento greco-romano. Apresentou os judeus como civilizados, devotos e sábios e com interesse numa evangelização judaica dos povos. Encadernação do século XVII inteira de pele mosqueada com ferros a ouro na lombada.



532 MACEDO, Padre Francisco de Santo Agostinho. - DOMUS // SADICA: // REGIS LINEIS // FIRMATA; // Romanis Columnis nix; // SADICIS // HEROIBUS ILLUSTRATA. // (Grande Brasão de armas) // LONDINI, // Typis Guilielm Du Gard, Concillii Statûs Typographi // An. 1653. In-Fólio de [18], 135 págs. e 21 Folhas. Enc.

RARISSIMO. As 21 folhas representam várias árvores genealógicas, uma das quais em folha desdobrável. Com referências a S de Miranda, Camões, Rui de Pina, Damião de Goes, etc. Exemplar com cores de traça habilmente restaurados. Encadernação da época inteira de carneira restaurada.



552 MARIANA, Juan de. - IO. MARIANAE // Hispani. // E SOCIE. IESV,// HISTORIAE DEREBVS HISPA- // NIAE // LIBRI XX. // Toleti, [Toledo] // Typis Petri Roderici 1592. // In- Fólio de [8], 959 [12] págs. Enc.

Monumental impressão sobre papel muito alvo com caracteres redondos, bela marca de impressor com escudo de Filipe I de Portugal ao centro e capitulares. Primeira obra sistemática sobre a história da Península Ibérica, abrange desde o ano 283 até 1429, com muitas referências a Portugal. Palau 1990, V 57. “Verdadera primera edicion”. Pérez Pastor Toledo 402. Encadernação do século XVIII em pergaminho com a lombada renovada. Exemplar com carimbos a óleo antigos no frontispício e pequenos picos de traça em algumas folhas.



779 SANCHES, Antonio Nunes Ribeiro. – OBSERVATIONS // SUR LES // MALADIES VÉNÉRIENNES, // Par seu… // Publiées par M. Andry. // … // A PARIS, // Chez Théophile Barrois // M.DCC.LXXXV. In-8º peq. De XXXVI, 204 págs. Enc.

Primeira edição. Raríssima. Ilustrado com o retrato do autor que raramente acompanha a obra. O autor foi um célebre médico judeu, natural de Penamacor. Depois de exercer em Benavente, Guarda e Amarante, Ribeiro Sanches é denunciado por um primo à Inquisição, pela prática do judaísmo. Conseguiu escapar ao cárcere, exilando-se para o resto da vida. Encadernação do século XIX inteira de pele, com ferros a ouro na lombada e pastas.



Já me criticaram, e bem, por a minha escolha não reflectir as raridades que os catálogos por vezes apresentam. Concordo plenamente com o facto. Claro que a minha leitura é semopre muito pessoal e como tal os meus juizos, por maior imparcialidade que queira ter, serão sempre conotados com as minhas preferências.

Mas (e há sempre um “mas”), algumas das vezes essa atitude é propositada, pois o importante é que cada um faça a sua leitura e as suas opções – nunca quis fazer, nem nunca farei! – o “resumo” do que um qualquer catálogo tem de importante deixando o resto como “objectos de segunda”, cada livro tem um valor intrínseco e de mercado é certo, mas o seu maior valor é o significado que ele tem para nós e o lugar que lhe destinamos nas nossa bibliotecas.

Boa leitura e façam as vossas apreciações.

Saudações bibliófilas.


Nota:

(1) Algumas das imagens apresentadas petencem ao meu arquivo pessoal e não aos lotes em leilão, ainda que a eles correspondam, por me parecerem mais explicitas, pelo que chamo a vossa atenção para este facto.


1 comentário:

AchouLivros disse...

Caro Rui,

Primeiramente gostaria de lhe parabenizar pelo seu blog. Nosso país precisa muito de iniciativas como esta!

Gostaria de lhe informar sobre a AchouLivros, a mais nova rede de sebos e livrarias. Para nos conhecer mais acesse: http://www.achoulivros.com.br/SobreNos.do ou http://www.achoulivros.com.br/PlanoServico.do

Vi que seu blog possui o link de muitas livrarias, ficaríamos muito agradecidos se colocasse também o nosso link: www.achoulivros.com.br

Desde já, obrigado!

Cordialmente,
Alexandre
AchouLivros