"Se não te agradar o estylo,e o methodo, que sigo, terás paciência, porque não posso saber o teu génio, mas se lendo encontrares alguns erros, (como pode suceder, que encontres) ficar-tehey em grande obrigação se delles me advertires, para que emendando-os fique o teu gosto mais satisfeito"
Bento Morganti - Nummismologia. Lisboa, 1737. no Prólogo «A Quem Ler»

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Conversa bibliófila: uma reflexão em torno de uma leitura.


Aproveitei, alguns dias de férias no Algarve, para pôr um pouco a leitura em dia e saborear o prazer da praia e do repouso.


Alvor - Algarve

No entanto, uma das minhas leituras, o n.º 1 da «La Nouvelle Revue des Livres Anciens», fez-me meditar no significado da bibliofilia e, sobretudo, no significado do meu Blog.

No que diz respeito à revista, só posso dar a minha opinião de bibliófilo ávido de aprender sempre mais qualquer coisa.

Trata-se de uma excelente revista com boa impressão tipográfica e com artigos bem estruturados e de inquestionável interesse (mesmo tratando-se de análise de algumas obras e de impressões francesas tem, igualmente, temas generalistas)

Saliento dois títulos, que me agradaram pela reflexão sobre “o que é isto da bibliofilia e do livro antigo?”:
«Livre, lecture et bibliophilie» por Christian Galantaris, e
«Histoire du livre : histoire littéraire et histoire du livre – bibliophilie au-delà des tensions “fondatrices”» por Jean-Dominique Mellot.
No tocante à bibliofilia mais especificamente francesa, destaco:
«Les livres empruntés par Charles Nodier à la bibliothèque de l’Arsenal» por Didier Barrière (sobretudo pela excelente, e completa, descrição das obras que lhe está anexa)

Para os interessados, e volto a dizer que vale a pena, deixo aqui os contactos:

3 B rue des 16e et 22e Dragons, 51100 Reims, France
nrlanciens@gmail.com
A assinatura dos dois números anuais, para o estrangeiro, é, actualmente, de 61 €.


No que diz respeito ao Blog, interrogo-me se aquilo que escrevo tem interesse para alguém ou se são apenas reflexões pessoais e, como tais, interessam a poucos ou mesmo a ninguém!

Com efeito, depois de constatar da mesquinhez da nossa bibliofilia e do desinteresse na sua defesa, e comprovar o estado de avanço da bibliofilia francesa e da sua capacidade de mover centenas de pessoas, o que seria impensável ocorrer no nosso país, para o «XXI Salon International du Livre Ancien», que decorreu recentemente, no Grand Palais em Paris. (sobre este assunto leiam-se os artigos de Bertrand no seu Blog «Le Bibliomane Moderne» e o de «Diego Mallén»)

Alvor - Algarve


Ainda que o poeta diga: «vale sempre a pena quando a alma não é pequena!», eu creio que, das duas uma, ou não vale mesmo “a pena” , ou então a minha “alma” é mesmo muito pequena!

Até qualquer dia, com votos de boas férias para aqueles que ainda as não tiveram!

Saudações bibliófilas.

8 comentários:

Galderich disse...

Querido Rui,
Tanto lo que escribes sobre bibliofilia, como sobre biografias de personajes más cercanos de lo que pensábamos, como tus reflexiones si que interesan a alguien.
Si además tus reflexiones se producen con el relajamiento de unas buenas vacaciones, mejor que mejor para ti y para nosotros que siempre nos alegramos que los otros disfruten con lo que desean.
Un abrazo calcófilo!

rui disse...

Amigo Galderich
Gracias por tu comentario y, sobretudo, por tu amistad.
Yo escribo simplemente lo que creo ser lo mejor para divulgar la bibliofilia de lo mío país, y como tu bien sabes mi gusta mucho escribir...
Un abrazo

Marco Fabrizio Ramírez Padilla disse...

Amigo Rui.
Tu blog se ha vuelto un espacio indispensable, ya se extrañaba alguna entrada. Tus entradas nos enseñan mucho de la bibliofilia y de los escritores de tu país, además siempre tienes el cuidado de acompañarlo con bellas fotografías e ilustraciones.

{anita} disse...

a bibliofilia dificilmente interessará a muita gente, mas é importante que os que gostam de ler sobre o assunto possam ter acesso a blogs como o seu!
boas férias e boas leituras :)

rui disse...

Amigo Marco Fabrizio
Como dice a Galderich, gracias por tu comentario pero, sobretodo, por tu amistad.
Todo lo que escribo (y mi gusta mucho escribir) es simplemente para intentar divulgar los autores portugueses y la bibliofilia del mió país, pero eso es difícil (los míos conocimientos no son muy vastos y tengo siempre alguna aprensión de decir algo errado o olvidar algo más importante)
Saludos bibliófilos.

rui disse...

Anita
Mais uma vez obrigado pelo seu comentário e pelo seu apoio desde a primeira hora!
O que eu queria expressar é que não sou, nem isso me move, o detentor de uma verdade inquestionável (e será que isso existe?) e não ter conhecimentos suficientes para fazer uma divulgação correcta da nossa bibliofilia (deixo a escolha dos artigos aos meus gostos pessoais) posso incorrer em erro ao divulgar o que pode não ter mérito e esquecer o aquilo que merece maior ênfase.
São alguns que lêem, mas poucos comentam!
Você é a excepção, pois os restantes são amigos ou conhecidos, como pode verificar pelo nosso tipo de comentários e que vamos colocando nos Blogs de cada um de nós – a propósito convido-a a visitar alguns deles se já não o fez...pode aceder a partir da página do meu Blog)
Com amizade

Galderich disse...

Rui,
Discrepo en lo que dices que te visitamos por amistad (virtual, pero amistad!) sinó por calidad.
Y si te equivocas en tus escritos no te preocupes, alguien te corregirá amablemente y entonces tu blog mejorará. La gran diferencia entre un texto sobre papel y un blog es que el papel permanece sin corrección y el blog puede ser rectificado, ampliado...

DEBOUT SUR L'OEUF disse...

RUI, não quero fazer das palavras dos anteriores as minhas, mas tal como na pintura em que a obra de um "mestre" é tanto mais importante quanto maior for a sua capacidade de influenciar outrem, aqui o seu blog também tem esta capacidade, por quanto creio ser inquestionável a qualidade que o Rui imprime neste espaço estratosférico (embora virtual) de partilha de emoções, tão rica que é a bibliofilia ... um abraço amigo de Coimbra