"Se não te agradar o estylo,e o methodo, que sigo, terás paciência, porque não posso saber o teu génio, mas se lendo encontrares alguns erros, (como pode suceder, que encontres) ficar-tehey em grande obrigação se delles me advertires, para que emendando-os fique o teu gosto mais satisfeito"
Bento Morganti - Nummismologia. Lisboa, 1737. no Prólogo «A Quem Ler»

terça-feira, 7 de agosto de 2018

André Breton na Frenesi – Loja



André Breton by Ida Kar © National Portrait Gallery, London

Paulo da Costa Domingos fez uma «montra de Agosto» onde propõe descontos 20% em aquisições iguais ou superiores a 50,00€. 

Mas a mim o que me despertou a atenção foi o número significativo de obras de André Breton em 1ª edição aí apresentado.


André Breton (alto à esquerda) ao lado de Théodore Fraenkel,
detalhe de uma foto de classe no liceu Chaptal em 1912. 

André Breton (Tinchebray (Orne), 19 de Fevereiro de 1896 — Paris, 28 de Setembro de 1966) foi um escritor francês, poeta e teórico do surrealismo. (1)

De origem modesta, iniciou sem entusiasmo estudos em Medicina sob pressão da família. Mobilizado para o exército na qualidade de enfermeiro para a cidade de Nantes em 1916, travou ali conhecimento com Jacques Vaché, filho espiritual de Alfred Jarry, um jovem sarcástico e niilista que viveu a vida como se de uma obra de arte se tratasse e que morreu aos 24 anos em circunstâncias bastante suspeitas (a tese do suicídio é controversa). Jacques Vaché, que não mais deixou do que cartas de guerra, teve uma enorme influência no espírito criativo de Breton: enfraquecendo a influência de Paul Valéry e, deste modo, determinando tanto a sua concepção de "Poète" (Le Pohète segundo Vaché) como a de humor e de arte.

Em 1919, Breton funda com Louis Aragon e Philippe Soupault a revista Littérature e entra também em constato com Tristan Tzara, fundador do Dadaismo.

Em Les Champs magnétiques (escrito em colaboração com Soupault), coloca em prática o princípio da escrita automática. Breton publica o Primeiro Manifesto Surrealista, em 1924.

Um grupo constitui-se em torno de Breton: Philippe Soupault, Louis Aragon, Paul Éluard, René Crevel, Michel Leiris, Robert Desnos, Benjamin Péret. No afã de juntar a ideia de «Mudar a vida» de Rimbaud e a de «Transformar o mundo» de Marx, Breton adere ao Partido Comunista em 1927, do qual fora excluído em 1933.

Viveu sobretudo da venda de quadros na sua galeria de arte. Sob o seu impulso, o surrealismo torna-se um movimento europeu que abrange todos os domínios da arte e coloca profundamente em questão o entendimento humano e o olhar dirigido às coisas ou acontecimentos. Inquieto por causa do governo de Vichy, Breton refugia-se em 1941 nos Estados Unidos da América e retorna a Paris em 1946, onde permaneceu até sua morte a animar um segundo grupo surrealista, sob a forma de exposições ou de revistas (La Brèche, 1961-1965).


Frenesi - Loja

Vamos lá então dar uma espreitadela (mas como já foi colocada no princípio do mês, e muitos outros livros vieram enriquecer o acervo da loja,   temos que “vasculhar um pouco”, mas vale a pena tal procura, ou pesquisar directamente pelo autor…fica à vossa escolha –  e depois lá chegaremos.)



BRETON, André – Les Manifestes du Surréalisme suivis de Prolégomènes à un Troisième Manifeste du Surréalisme ou Non.  Paris, Éditions du Sagittaire, 1947. 1.ª edição (reunida). 18,8 cm x 12 cm. 216 págs.  

Exemplar muito estimado; miolo limpo. Assinatura de posse no ante-rosto

PEÇA DE COLECÇÃO

80,00€

Reúne pela primeira vez, num único volume,os documentos fulcrais à compreensão da passagem e contaminação revolucionárias do surrealismo francês.



BRETON, André – La Situation du Surréalisme entre les Deux Guerres. Subtítulo: Discours aux Etudiants Français de l’Université de Yale (10 Décembre 1942).  s.l. [Yale], s.d. [1942] s.i. [ed. Autor]. 1.ª edição. 27 cm x 21 cm. 34 págs. [17 folhas impressas apenas de um dos lados].

Impressão a mimeógrafo sobre papel avergoado, acabamento com dois pontos em arame, exemplar muito estimado; miolo limpo.

Tiragem de 250 exemplares, autenticada pelo Autor [«tirage limité à 250 ex. |  B [André Breton]»]

PEÇA DE COLECÇÃO

850,00€



Trata-se da edição original desta rara conferência proferida por André Breton nos Estados Unidos, anterior, portanto, à sua reimpressão quer na revista nova-iorquina VVV (1943), quer em brochura nas edições Fontaine (1945) que Max Pol Fouchet, a partir da Argélia, fazia circular pela França ocupada.



BRETON, André – Le Surréalisme et la Peinture. Suivi de Genèse et Perspective Artistiques du Surréalisme et de Fragments Inédits. Preface de l’éditeur Robert Tenger. Paris / Nova Iorque, Brentano’s, Inc., 1945. 1.ª edição [do vertente conjunto; «Achevé d’imprimer le deux avril mil neuf cent quarante cinq sur les presses de l’Imprimerie Albert Martin, Inc., New York»]. 26 cm x 18 cm. 208 págs. + 76 págs.

Profusamente ilustrado a preto e a cor.

Encadernação editorial em tela impressa a prata, com cromo colado na pasta anterior.

Exemplar como novo.

225,00€

A II Guerra Mundial levou inúmeros intelectuais e artistas a abandonar a Europa rumo ao novo continente, numa sangria do espírito e da imaginação. Entre os resultados de uma acção revolucionária ininterrupta, apesar da dispersão dos grupos, veio a beneficiar um público nova-iorquino até aí meio atordoado com o decorativismo de Norman Rockwell. O surrealismo de André Breton – e mesmo o dadaísmo cínico de Marcel Duchamp – deixaram rasto (a pop art, por exemplo, não passa de um neo-dadaismo tornado industrial, de linha-de-montagem). É neste contexto, por assim dizer de “emigração”, que surgem nos Estados Unidos várias publicações, artigos, filmes, conferências, mostras, etc., das correntes poéticas e outras, protagonizadas pelos seus pioneiros e mentores da primeira hora. O vertente livro encaixa-se nesse perfil.



BRETON, André – Ode à Charles Fourier. Paris, Aux Éditons de la Rue Fontaine, 1947. 1.ª edição. 28,5 cm x 17 cm. 4 págs. + 52 págs.

Encadernação recente em meia-francesa com cantos em pele e gravação a ouro na lombada, corte dourado à cabeça, conserva as capas de brochura.

Exemplar em muito bom estado de conservação; miolo irrepreensível



Ostenta no verso da primeira folha-de-guarda o ex-libris do neo-realista Joaquim Pessoa.

É o n.º 460 da parte da tiragem impressa sobre velino.

PEÇA DE COLECÇÃO

650,00€

Longo poema escrito numa inequívoca celebração do rompimento do grupo surrealista francês com o Partido Comunista local. Fourier representa, no contexto das ideias políticas, a vanguarda do comunismo libertário.

Iremos ainda encontrar estes dois títulos:



BRETON, André – Les Pas Perdus [junto com] Point du Jour. Paris, Éditions Gallimard, 1970. s.i. («nouvelle édition revue et corrigée», ambos). Capas de H. Cohen.  16,5 cm x 11 cm. 2 x 192 págs.

Da prestigiada colecção Idées NRF [Nouvelle Revue Française]

Exemplares em bom estado de conservação; miolo limpo

35,00€



Conjunto de dois títulos do mentor do movimento surrealista francês, que reúnem artigos estendendo-se no tempo entre 1917 a 1933, e cujo ensinamento estético-filosófico, mas sobretudo o ensinamento cívico, constituíram a pedra de arremesso da liberdade – e das liberdades – que as gerações do pós-II Guerra Mundial melhor ou pior souberam chamar a si. Terá sido o “movimento” dadá em Zurique o real desencadeador anárquico de uma modernidade consequente; terá sido o movimento surrealista parisiense o seu disciplinador teórico; do mesmo modo, terá sido a geração da Internacional Situacionista e levar à rua, à praxis revolucionária urbana, essa bandeira de que, não somente a poesia tem que ser feita por todos, como há que transformar o mundo, mudar de vida.


Portrait photographique André et Elise Breton dans une forêt ou un jardin en 1950

Aqui fica mais uma sugestão de leitura de Verão e a possibilidade para alguns coleccionadores bibliófilos da temática surrealista completarem as suas colecções (Breton é o seu mentor e como tal não poderá faltar numa boa colecção)

Saudações bibliófilas e continuação de boas férias.


6 comentários:

شركة تنظيف بالدمام disse...





شركة مكافحة حشرات بينبع
شركة تسليك مجارى بينبع
شركة تنظيف منازل بينبع
شركة تنظيف منازل بعرعر
شركة كشف تسربات المياه بالقطيف
شركة صيانة وانشاء مسابح بالقطيف
شركة تنظيف منازل بالطائف
شركة تنظيف مجالس وكنب بالدمام
شركة كشف تسربات المياه بالدمام
شركة كشف تسربات المياه بالاحساء

شركة تنظيف بالدمام disse...



خدمات شركة ركن الامثل بالمنطقة الشرقيه 0502644550 وتقديم كافة الخدمات المنزلية

شركة تسليك مجارى بالخبر
شركة المثالية للتنظيف بالدمام
شركة مكافحة حشرات بالخبر
شركة تسليك مجارى بالدمام
شركة مكافحة حشرات بالدمام
شركة تسليك مجارى بالقطيف
شركة مكافحة حشرات بالقطيف
شركة تنظيف منازل بحفر الباطن
شركة مكافحة حشرات بحفر الباطن
شركة تسليك مجاري بحفر الباطن



ركن الامثل disse...




الخدمات المنزلية بمدينة الدمام

شركة تنظيف منازل بالدمام
شركة تنظيف خزانات بالدمام
شركة تنظيف سجاد بالدمام
شركة تنظيف مجالس بالدمام
شركة تنظيف شقق بالدمام
شركة تنظيف فلل بالدمام
شركة مكافحة النمل الابيض بالدمام
شركة مكافحة حشرات بالدمام
شركة مكافحة حمام بالدمام
شركة تسليك مجاري بالدمام

ركن الامثل disse...


الخدمات المنزلية بمدينة الخبر

شركة تنظيف منازل بالخبر
شركة تنظيف خزانات بالخبر
شركة تنظيف سجاد بالخبر
شركة تنظيف شقق بالخبر
شركة تنظيف فلل بالخبر
شركة تنظيف مجالس بالخبر
شركة مكافحة الحمام بالخبر
شركة مكافحة النمل الابيض بالخبر
شركة مكافحة حشرات بالخبر
شركة تسليك مجارى بالخبر

Unknown disse...

Portugal um país em vias de extinção!

https://stats.areppim.com/calc/calc_debtclock_pt.htm

A economia portuguesa iniciou a sua viagem ao inferno, cortesia da pandemia Covid-19

Unknown disse...

takipçi satın al
instagram takipçi satın al
https://www.takipcikenti.com