"Se não te agradar o estylo,e o methodo, que sigo, terás paciência, porque não posso saber o teu génio, mas se lendo encontrares alguns erros, (como pode suceder, que encontres) ficar-tehey em grande obrigação se delles me advertires, para que emendando-os fique o teu gosto mais satisfeito"
Bento Morganti - Nummismologia. Lisboa, 1737. no Prólogo «A Quem Ler»

sábado, 19 de dezembro de 2009

Inquisição de Lisboa on-line já disponível




Torre do Tombo

Quero deixar aqui esta informação, que me parece ser de grande utilidade, para todos aqueles que se debruçam sobre o estudo deste tema, ainda que tão polémico, mas que marcou de maneira “um pouco sinistra” toda a nossa história.

O projecto «Inquisição de Lisboa on-line», que esteve em curso no Arquivo Nacional da Torre do Tombo desde finais de Julho de 2007, e tornado possível pelo mecenato da REN - Redes Energéticas Nacionais SGP, S.A., está finalmente acessível ao público através da Internet, desde 7 de Dezembro.

O trabalho foi desenvolvido em várias vertentes, desde o imprescindível tratamento e descrição arquivística, passando pela intervenção curativa de alguma documentação, até à digitalização dos processos e dos livros da Inquisição de Lisboa, permitindo o acesso remoto e gratuito a uma vastíssima quantidade de documentos.


Inquisição de Lisboa, proc. 9352

Pode consultar os quase 18.000 registos de descrição de processos e documentação dispersa, e ver algumas das imagens associadas, estando também disponíveis as diversas séries de livros, como os Cadernos do promotor, Nefandos ou de Denúncias, entre muitos outros.


Inquisição de Lisboa, proc. 14649


Decorreu no passado dia 12 de Novembro de 2009, o workshop «A Inquisição de Lisboa na nova plataforma digital: acesso e disponibilização», onde foram apresentadas diversas comunicações que ilustraram o decurso do projecto.

Espero que este instrumento vos seja de grande utilidade.

Saudações bibliófilas.

3 comentários:

lamberto palmart disse...

Rui, gracias por la información. Me alegro que este projecto se halla puesto en marcha en Portugal y recuperar este vergonzoso episodio de la historia.

Tanto Portugal como España sufrió este castigo divino, que castigó y reprimió cualquier desviación de la ortodoxia católica y las supuestas brujerías. Todo esto entró en decadencia con la Ilustración y el avance científico que fue poniendo a unos y a otros en su sitio, ahogando fantasmas y diablos en favor de la cultura y la ciencia.

Saludos bibliófilos.

Galderich disse...

Muy buena noticia. Abrir los archivos del pasado, aunque sean doloros (o quizá por ello) es bueno.

rui disse...

Nunca devemos temer o passado e ainda menos a verdade!
Por mais vergonhoso que este seja para um povo ou uma nação este exemplo deve servir para a reflexão de todos e para nos ajudar a evitar a sua repetição, sob esta ou outra forma. (e muitas outras formas de “inquisição” existiram, sob outro nome, tão vergonhosas, ou mais, do que esta já mesmo no século XX).
Congratulo-me com esta abertura para a consulta, mas espero que o seu estudo sirva para dignificar o Homem e todos aqueles que foram trucidados pelas arbitrariedades de alguns.
Saudações amigas e bibliófilas.